Alguém errei, não sei quem fui

Fim de tarde de quinta-feira, o clima lá fora esfriando, e dentro do escritório mil coisas pra fazer… Um dia típico.

Dentre as mil atividades, escolhi fazer aquela que parecia possuir a melhor relação custo x benefício: era extremamente simples, rapidíssima (coisa de uns dois minutos, no máximo), e seria um ótimo modo de explicitar para toda a equipe que “as coisas estão andando”. Qual era a atividade?

Alterar, no nosso software de gerenciamento de projetos e demandas, a posição de algumas áreas para refletir nossa nova estrutura organizacional. Bem simples…uns cinco ou seis cliques, um e-mail “espalhando a novidade” e pronto.

Mas a vida… ah essa danada!!!
Continue lendo

Anúncios

Projetos, operações e a guarda compartilhada

Em linhas gerais, a gestão de software aborda as demandas por meio de dois paradigmas fundamentais: projetos e operações. Até aí, nenhuma novidade, mas não custa definir brevemente cada um deles.

Projetos

Segundo o PMBOK, 5ª edição, são “esforços temporários empreendidos para criar um produto, serviço ou resultado exclusivo”.

Continue lendo

Isso é o que nós fazemos!

Um amigo foi comprar café na loja de uma das mais conhecidas redes do mundo nesta arte. Chegando lá, um pedido simples:

https://i1.wp.com/fc00.deviantart.net/fs9/i/2006/012/e/1/NO_MORE_COFFEE_by_WalkingDream.jpg

– Boa tarde. Por favor, quero três cafés do dia.

Cabe esclarecer, a cada dia da semana, um tipo de café é o “do dia”.
– Senhor, o café do dia acabou, disse a balconista.
– Quê?!
– É…o grão do café do dia acabou. Continue lendo